terça-feira, 17 de fevereiro de 2009


I LOVE LUCY (1940)

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009


VOGUE 1939

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Barbie Completa 50 Anos....


Empresa celebra aniversário da Barbie com coleção de roupas.
Fabricante encomendou 50 modelos inspirados na boneca; desfile acontece na Semana de Moda de Nova York, em 2009.
A fabricante de brinquedos Mattel vai celebrar o aniversário de 50 anos da boneca Barbie com o lançamento de uma coleção de roupas, informou o jornal britânico The Guardian.A coleção terá 50 modelos, cada um criado por um designer diferente. Apenas dois estilistas da lista foram divulgados: Jeremy Scott e Vera Wang, que irá criar um vestido de noiva. Além da coleção de roupas, a Mattel também pretende lançar uma linha de cosméticos.A coleção em homenagem ao aniversário da Barbie (que foi criada em 1959) será lançada com um desfile em fevereiro de 2009, na Semana de Moda de Nova York.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009



Convido a todos que de uma olhada em meu brechó.... Tem coisas incriveis....

Tenho certeza que vocês irão adorar...

Grande Beijo

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009



Betty Boop é uma personagem de desenho animado que apareceu nas séries de filmes Talkartoon e Betty Boop, produzidas por Max Fischer e distribuídas pela Paramount Pictures.
Betty tinha um jeito de garota independente e provocadora, sempre com as pernas de fora, exibindo uma cinta-liga. Foi em 1930 que a personagem imigrante judaica começou sua "carreira", em Dizzy Dishes, espelhando-se nas divas desta década, ao som de muito jazz. Mas Betty Boop ficou famosa mesmo quando interpretou "Boop-Oop-a Doop-Girl", de Helen Kane, e, enfim, entrou para a história, participando de mais de 100 animações.
Entretanto, após 1934, o novo Código de Produção impôs uma censura à personagem. Em nome da moralidade, Betty não poderia mais exibir seus decotes nem suas roupas insinuantes. Acredita-se que o comportamento progressivo da personagem era algo para o qual a população dos Estados Unidos da época não estava preparada para receber. Afinal, eram tempos de Disney e seus bichinhos. Os irmãos Fleischer modificaram a imagem de Betty, vestindo-a até o pescoço. Contudo, mantiveram em evidência o contorno de seus seios sobressaindo das malhas colantes, o que a deixou mais sensual. Em 1939, Betty Boop foi proibida de aparecer nas telas pelo Comitê Moralizador após anos de perseguição.
Com a sua enorme sensualidade, Betty foi um grande sucesso nas platéias de teatro, e apesar de ter decaído durante a Década de 1930, ela continua popular atualmente pelo ar de sensualidade. Sua última aparição foi no cinema, em 1988, quando fez uma ponta em Uma Cilada para Roger Rabbit com o mesmo biquinho, as mesmas pernas de fora e cinta-liga aparente que lhe é peculiar.

Fonte: Jornallivre.com.br

Estou vendendo telefone Betty Boop.... (novo) - http://www.flickr.com/photos/32280083@N02/3231567110/

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

A HISTÓRIA DO SAPATO

















A HISTÓRIA DO SAPATO


Xico Gonçalves



• Alguns estudos mostram que há pinturas paleolíticas em cavernas da França e Espanha indicando a existência de calçados já em 10.000 a.C. Porém, há pesquisadores que afirmam que os sapatos foram inventados na Mesopotâmia, onde atualmente fica o Iraque, há mais de 3.200 anos. Eles eram feitos de couro macio para que os antigos pudessem atravessar trilhas montanhosas.

• No Egito Antigo, entre 3.100 a.C. e 32 a.C., apenas os nobres usavam sandálias de couro. Os faraós usavam calçados deste tipo adornados com ouro.

• Os gregos, que criaram os preceitos fundamentais da civilização ocidental, mostraram vanguarda não só na filosofia, na ciência e na política, mas também na moda: estudos mostram que alguns chegaram a usar um modelo diferente em cada pé.

• Durante o Império Romano, os calçados denunciavam a classe ou grupo social do indivíduo. Os senadores utilizavam sapatos em cor marrom, em modelos que amarravam na panturrilha por quatro tiras de dois nós. Para os cônsules romanos a cor indicada era o branco. Os calçados das legiões eram as botas de cano curto. Mulheres calçavam sapatos brancos, vermelhos, verdes ou amarelos.

• Na Idade Média, a maioria dos sapatos tinha a forma das atuais sapatilhas. Eram feitas de couro. Nobres e cavaleiros usavam botas de melhor qualidade.

• O rei Eduardo (1272-1307), da Inglaterra, padronizou a numeração dos sapatos. No mesmo país, em 1642, há o registro da primeira produção "em massa" de sapatos em todo o mundo: Thomas Pendleton fez quatro mil pares de sapato e 600 pares de botas para o Exército.

• Durante a Revolução Industrial, no início no século XVIII, na Inglaterra, as máquinas passaram a produzir calçados em larga escala.

• No século XX, novos materiais, técnicas e tecidos entram na produção, que passa a ser setorizada entre design, modelagem, confecção, distribuição, entre outros setores. A necessidade dos atletas obterem um melhor desempenho em competições originou um novo segmento na indústria, voltado aos esportes, o que possibilitou a criação de tênis tecnológicos, que invadiram o vestuário de todos grupos sociais. Além disso, a explosão da moda entre o público médio, a partir dos anos 80, também possibilitou o aumento do número de pessoas que passaram a consumir calçados de grife, tanto os mais simples quanto aqueles assinados por grandes estilistas verdadeiros artigos de luxo.

Começando...

Olá estou começando o meu blog assim como o meu brechó.... Esse blog não vai ser só venda ou trocas, também terá bastante informação bacana sobre a moda de uma forma geral....

Espero que todo mundo goste....

Bjs