segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

SPFW - Maria Bonita



A estilista Daniele Jensen teve como inspiração Brasília, lembrando do tempo de sua construção.

Pensando naquela época, desenvolveu uma linha de acessórios com armações metálicas que lembram pregos e outros materiais usados numa obra, chapéus que parecem capacetes de operários, bolsas em formato de marmitas.


A coleção apresenta muitos vestidos e saias longas, paletós curtos, calças largas em cima e ajustadas e curtas embaixo e , claro, macacões. Uma bela construção, de uma bela marca.


SPFW - Huis Clos



De volta às passarelas, Huis Clos traz a roupa para junto do corpo, em um dos desfiles mais frescos e concisos deste SPFW.

Sara aplica um viés esportivo em uma coleção sóbria mas sexy, à la batmoça do século 21. O mix de materiais comandado pelo rigor técnico de Sara que dá graça maior à coleção..



Uma coleção acertada, sem sombra de duvida a “Huis” atende o guarda-roupa completo de qualquer cliente desde o dia ao festão noturno. Eu certamente compraria a coleção inteira.... Achei a coleção PODEROSA.


SPFW - Colcci

Gisele Bündchen






O desfile que todos estavam esperando!!! “Colcci” contou com uma providencial injeção de dinheiro em marketing e publicidade "espontânea" que é trazer celebridades como o ator Ashton Kutcher e família e mantendo Gisele Bündchen no casting; certamente será o desfile que estará nas capas dos jornais de hoje, não por mérito em criação de moda, mas pelo tititi que foi o show.

A marca deixou o jeanswear, carro-chefe da marca, em segundo plano. O denim apareceu na segunda parte do desfile em lavagens manchadas, mas não muito, com efeito amassado, bordado com pérolas e estampados e terão mais apelo nas araras do que os coloridos do verão. Repetiram-se os bons tricôs do inverno 2010; couro (destaque para o amassado) e lãs pesadas.





Apesar de ser um desfile correto, ficou faltando uma grande novidade.... Mudam-se as peças mas não o estilo.....

Ashton Kutcher

SPFW - Osklen



Tricôs volumosos em cores fortes, Decotes típicos das malhas invernais, gola alta, decote em V, redondo, tudo isso com a brincadeira das mangas de outra malha jogadas sobre os ombros – um clássico bem preppy no uso de cashmere colorido.

Num tom mais esportivo, uma bela entrada de moletons com cara de feltro em cores lisas ou cinza mescla misturados ao couro para um refinado acabamento.

 


Uma coleção bonita e cheia de atrativos, principalmente para quem passou pelo trama de um incêndio que destruiu tudo que tinha sido criado por lá....


SPFW - Cori



A alfaiataria, ponto forte do trabalho da Cori, consegue ser clássica sem ser caretassa. Desta vez, com recortes e sobreposições, a tendência masculina está na lã e veludo (paletós transformam-se em casacos e vestidos), camisas brancas rendem chemises usados com saia plissada preta e curtíssima - as mais longas também aparecem, enroscando nas belas botinhas pesadas de salto anabela.

A mulher Cori tem que estar pronta para transformar um careta suéter vermelho de xadrez argyle em uma peça surpreendente (pois isso é o que a marca quer passar). Os vestidos e blusas feitos com ladrilhos quadriculados, mostram a silhueta sem mostrar o corpo.


Cori = Sofisticação sem caretisse.... 


domingo, 30 de janeiro de 2011

SPFW - Juliana Jabour



Ela (Juliana Jabour) disse que mudaria a silueta  e mudou. Saíram de vez os babados, volumes e recortes que chamavam a atenção para a parte de cima do corpo (quadris, ombros, busto e ombros), e entraram calças e paletós secos, saias longas e malhas de lã finas que caem molengas sobre o corpo. 
 
Desta vez, as pernas das modelos vieram cobertas (ou quase), como alguns estilistas têm mesmo preferido nesta temporada, mas com leveza, sem o efeito de hipercobertura que sepulta a sensualidade natural da brasileira.


A mudança no shape foi acertada, a coleção está mais contemporânea  e deve agradar às suas clientes fãs de blogs de streetyle jovem. APROVADO 



SPFW - Iódice



A Iódice veio com seus vestidos de jérsei drapeados, tanto no comprimento curto quanto nos longos, seus couros em peças como jaquetas, calças e também detalhes nas peças de lã ou jérsei, seus bordados para os vestidos curtos de coquetel e longos de grandes festas também em jérsei negro ou musseline.  Os decotes: Tomara que caia, ombro só e cava americana, sem muitas novidades.
Quem precisar, de última hora, de uma roupa para uma festa no escritório, um casamento, um coquetel  pode contar com a Iódice para resolver o assunto sem grandes inovações, mas também sem dramas ou aflições.




Resumindo a Iódice continua fiel ao seu publico... Mulheres elegantes e com uma pitada de luxo.... Mulheres sempre prontas para arrasar. 


SPFW - Alexandre Herchcovitch (FEM)



Desnecessário, Alexandre Herchcovitch convidou Lea T para desfilar. Uma pena; ele não precisa de uma celebridade desfilando sua coleção, nem nunca precisou.

Herchcovitch fez um inverno sóbrio e fúnebre, o clima de monastério dominou os looks com seus tons escuros, capuzes dos monges, rendas das mantilhas, capas e saias batinas. O único alívio foi à presença de um verde limão, de algumas transparências nas rendas, de alguns tricôs enfeitados por pérolas. Meias de borracha preta e sapatos pesados não ajudavam a levantar o astral um pouco claustrofóbico e melancólico do conjunto.


Uma coleção bem invernal e sóbria, sem a entrada final surpreendente porem com muita atitude que é o que sempre esperamos de Herchcovitch, um mestre no cenário nacional da moda.



SPFW - Amapô



Jovens, do século 21 (muita modernidade), ao som de Evanescence e Linking Park, colocaram na passarela meninas que sobrepuseram calças, saias, blusas, enrolaram-se em tra, amarraram grandes laços nos braços e na cabeça. Elas estão loucas, mas não perdidas. Na  Amapô, até o dark é colorido. Foi para o guarda-roupa delas que as estilistas exploraram o que há de mais fantasioso nessa confusão mental – pense num improvável vestido de “paetês tridimensionais” (cubos enormes e brilhantes) ou numa bota montaria coberta de glitter.  

Masculino: menos andróginos esta temporada, os meninos ganharam um visual nerd de calça + camisa + paletó. Destaca-se o trabalho de (des)construção que vem se aprimorando estação pós estação. As peças são cheias de detalhes.





O desfile levantou o público – e encantou, gostaria de ver jovens andando assim nas ruas de São Paulo.... Acho que São Paulo deveria ser com o Japão ou Londres e os jovem ousarem mais em seus looks!!! Sem vergonha ou medo de ser julgado...

SPFW - Neon



Os quadros vivos que sempre foram referencia da marca. Num tablado branco com degraus negros (como o teclado de um piano), um grupo de modelos sentadas e de pé fazem carão e poses para o público. Uma a uma descem e interpretam o modelo das roupas “mega surrealistas”, como mãos, luvas, corações, bocas e laços ópticos.

Modelos interessantes pela graça dos elementos utilizados como no vestido de malha metalizado. Na segunda entrada o efeito foi menos impactante e a falta de roupas menos fantasiosas se fez sentir. 




Faltou um pouco de moda e de clareza de proposta que um desfile curto e performático deve ter. Por mais charmoso que ele seja.

Achei interessante como conceito – Para falar bem a verdade eu usaria muitos dos looks hahahahah ADOROOOOOOO



SPFW - Ellus



O futuro realmente chegou no SPFW .... A Ellus foi todo em 3D. A Marca dispensou fotógrafos e modelos e colocou jornalistas e convidados para assistir ao seu inverno em uma sala de cinema dentro da Bienal. A projeção, um videodesfile estrelado por Aline Weber, musa futurista da marca, e Rafael Lazzini, coadjuvante masculino.

Em preto, branco e prata. O time fez um bom trabalho de atualização de modelagem e tecidos além do jeans - náilons amassados, couros e sedas.






Um estilo que nós lembra o famoso “ROCK MODERNO”... Coleção jovem, urbana e impecável.... AMEI


sábado, 29 de janeiro de 2011

SPFW - Ghetz



Estreando no SPFW, a marca de tricô do interior paulista vinha causando burburinho e curiosidade. Principalmente pela contratação de Lucas Nascimento, brasileiro radicado em Londres, que vem fazendo sucesso no Fashion Rio há três temporadas. No seu novo emprego, acabou causando impacto menor que a expectativa criada.


Sempre admirei o trabalho do Lucas no rio mais sinceramente esperava mais... Hora ele usou os vestidos curtíssimos (bem jovem), hora usava pantalonas (bem setentonas) , espero que na próxima edição ele consiga trazer um desfile com a cara dele.



SPFW - Reinaldo Lourenço



Museu de Arte Brasileira instalado nas dependências da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), em São Paulo, foi mais uma vez o cenário para o desfile de Reinaldo Lourenço no SPFW. Reinaldo Lourenço, mestre na arte da alfaiataria, trouxe no seu inverno 2011, cortes impecáveis. Fora a elegante forma de relevar parte do corpo em modelagens e transparências e as aplicações geométricas em delicadas pérolas.

Os looks construídos com fitas de couro sobre a transparência reveladora de tules impressionaram. Saias longas e mídis complementaram a  coleção.

Como sempre Reinaldo um verdadeiro rei com sua Divina Criação.... 





sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

SPFW - Triton



Mais madura, a imagem da mulher da Triton para o Inverno 2011 em poucos momentos parece adulta demais para suas jovens clientes. Na maior parte, propõe um novo jeito de ser jovem e bem-informada por meio das roupas. Em nenhum momento, sugere um estilo parecido com o da pin-up Paris.
Um trabalho de alfaiataria que destacava, especialmente, múltiplas versões de casacos. E até mesmo brincava de compor novas formas unindo partes de peças clássicas como a cauda de um fraque a uma blusa curta ou propondo inusitadas sobreposições.

Sem duvida um grande desfile com uma grande coleção .... ARRASOU




SPFW - Samuel Cirnansck



Com uma inspiração na revolta da natureza, isso significa que fez um desfile conceitual....  Pois acho que nenhuma mulher vai usar roupas feitas com galhos de árvores. Mesmo as fashionistas.

Ainda pensando em “natureza”, Samuel caprichou no uso do couro deixando sua coleção, luxuosa.

Uma coleção... Como posso dizer...  MARAVILHOSA e muito conceitual.




SPFW - Tufi Duek



Arquitetura / geométrica que inspirou a criar a coleção. De seu design limpo e suas madeiras claras ele trouxe a leveza e as formas refinadas.

Só usou duas cores o branco (e off White) e preto (clássicos).  A partir da sinuosidade do godê ele construiu a maior parte das peças: saias e vestidos bem curtos ou túnicas com babados godês nas mangas.

Apesar de ser inverno .... Estamos vendo que o menos é mais (saias e vestidos curtíssimos), porém com uma elegância sem tamanho.




SPFW - Animale



Animale – Inverno 2011: Nossa em uma grande e rica variedade de tecidos num viés bastante tecnológico e um design marcante a animale faz sua coleçao. Com peças suave e elegante, os tecidos não apontavam para o lado futurista da moda, mas para o seu lado mais contemporâneo e acessível, maciez nos couros, transparências sem agressividade nas organzas, conforto nas lãs finas e delicadas.


Resumindo a mulher "Animale" vai continuar sendo chic, moderna e muito luxo... Adorei!!!! 



Torquatto lança livro no SPFW

Quem estiver na SPFW não pode deixar de passar no lounge do Boticário. A partir do dia 30 o espaço vai abrigar com exclusividade uma exposição de fotos para comemorar o lançamento do livro O Boticário Maquiagem, by Fernando Torquattocom imagens de Jacques Dequeker. 








Torquatto, que é consultor de maquiagem da marca há quatro anos, também vai estar no lounge para um bate papo. O livro que tem imagens MARAVILHOSAS vai estar à venda nas lojas do Boticário a partir de 21 de fevereiro.

Tendências Inverno - Sapatos

Quando o assunto é sapato, muitas mulheres já se animam. A paixão do público feminino não é nova e sempre rende comentários. Elas estão sempre dispostas a desembolsar uma boa quantia com modelos que trazem as tendências de cada estação. A temporada promete calçados incríveis, que se tornarão objetos de desejo do público feminino.

No inverno, as botas são, sem dúvidas, os calçados mais procurados. A temporada fria de 2011 vai trazer esse item com versões que agradam a todos os gostos. As ankle boots permanecem na estação, e vêm rasteiras ou com saltos bem altos. Aparecem fortes ainda os modelos amarrados com cadarços.




Provenientes já de outras temporadas, os abotinados - também chamados de booties ou open boots - consagram seu sucesso e também continuam bem cotados para o outono-inverno 2011. Junto com os booties, os polêmicos clogs também vêm conquistando seu espaço, e parece que não vão embora da moda tão cedo.








O inverno 2011 traz duas tendências contrárias em coexistência: de um lado, um estilo totalmente ladylike; do outro, a inspiração masculina. A temporada vem com calçados extremamente femininos e delicados, como os clássicos pumps com tiras no tornozelo ou tiras em T – feminilidade com um toque bem retrô. Ao lado deles, oxfords, loafers, mocassins e botas com inspiração utilitária e militar, configurando um estilo mais masculinizado.






O couro e a camurça continuam sendo os principais materiais na confecção. Eles vêm cheios de texturas, em tons neutros ou ricos em cores. As clássicas estampas de onça permanecem, mas também deixam espaço para o surgimento de novos modelos, exóticos, como as peles de sapo, lagarto e arraia, especialmente as coloridas.

Sem dúvidas, o inverno 2011 vem com estilos diversificados de calçados para agradar diferentes públicos femininos. Cheios de detalhes preciosos, eles têm tudo para ser o foco das produções durante os meses de baixas temperaturas!